Roberto Paulino acredita que Veneziano pode “recuar” da sua pré-candidatura

O ex-governador Roberto Paulino (MDB) disse que tentou por diversas vezes convencer o senador Veneziano Vital do Rêgo (MDB), a permanecer ao lado do governador João Azevêdo (PSB), porém não conseguiu. Em entrevista, nesta segunda-feira (28), Roberto disse que não irá desistir de tentar convencer o pré-candidato a continuar na aliança que ele mesmo começou e acredita que o Veneziano pode recuar na disputa.

O emedebista ainda destacou que os apoios a candidatura de veneziano poderá ter um esvaziamento grande, o que não será favorável para sua campanha.

“Eu trabalho de maneira gradual e lentamente, mas esperando um desfecho. Vem acontecendo claro que nós vamos procurá-lo para incorporar a João Azevêdo. Eu tentei muito, mas não consegui. Se porventura, que não vai acontecer, um segundo turno, eu tenho que procurá-lo e ele voltar às origens, dessa aliança que estou hoje e começou com ele, porque a coisa como estão caminhando aí, o que se falam, se acontecer, a candidatura de Veneziano terá um esvaziamento muito grande. Comentam que ele pode recuar, ainda falam nisso”, disse.

O ex-governador ainda complementou: “inclusive eu estou fazendo algumas falas por aí, eu tenho respeitado muito. Não quero abrir arestas, que feche o diálogo. Raniery mesmo tem um diálogo aberto com o senador Veneziano, porque isso pode acontecer e as circunstâncias estão levando a isso”.

Roberto Paulino ainda afirmou que é importante que Efraim Filho permaneça ao lado de João: “nós temos que ver uma maneira de que Efraim continue dentro da aliança do PSB”.