Sérgio Queiroz diz que relação com Bolsonaro permanece intacta e que não precisa postar fotos para provar afeto mútuo

Mesmo sem ter recebido o apoio do presidente Jair Bolsonaro (PL) na corrida pelo Senado Federal na Paraíba, nas eleições desse ano, o pré-candidato pelo PRTB e procurador da Fazenda Nacional, Sérgio Queiroz, assegurou, durante entrevista nesta terça-feira (22), que sua relação com o presidente Jair Bolsonaro (PL) permanece intacta, sem nenhum arranhão. Queiroz ressaltou que não precisa estar postando fotos ao lado do chefe de estado para provar seu afeto mútuo.

O procurador ainda criticou àquelas lideranças que agem como papagaios de pirada do presidente, uma espécie de ‘parasitas do mito’ que se juntam a Bolsonaro apenas para aparecer. Ele deixou claro que segue aliado do presidente independentemente da eleição e ressaltou que não nutre expectativa alguma sobre o apoio do gestor.

“Eu não espero absolutamente nada, nem menção nem voto. Veja bem, a gente elogia inclusive oponente. Eu acho que eu não preciso e o presidente também não precisa provar o afeto que ele tem por mim e que eu tenho por ele. Nós não precisamos estar colocando isso em folhetim, não precisa estar tirando foto. Eu tenho várias fotos com o presidente, mas a minha função não é ser manequim nem modelo fotográfico do lado do presidente. Eu não tiro foto, eu me exponho muito pouco nas redes. Tem gente que faz isso, é o papagaio de pirada, que eu chamo de parasitas do mito, que sobe nas costas do mito para poder aparecer”, cutucou, sem citar nomes.

A declaração de Queiroz acontece alguns dias depois do pré-candidato ao Senado pelo PL, Bruno Roberto, postar um vídeos nas redes sociais em que aparece ao lado do presidente Jair Bolsonaro.

As declarações do procurador repercutiram no Sistema Arapuan.

PB Agora