Sérgio Queiroz, pré-candidato ao Senado Federal, abrirá mão de título de pastor e diz que não pisará em “culto de nenhuma igreja” durante campanha

Recentemente filiado ao PRTB, o procurador da Fazenda, o pastor Sérgio Queiroz, pré-candidato ao Senado Federal, disse que vai abrir mão do título de pastor e que não irá a “culto de nenhuma igreja” durante a sua campanha eleitoral. De acordo com ele, o culto a Deus e a missão são atos sagrados.

A declaração  foi dada ao programa Arapuan Verdade, da Rádio Arapuan FM, desta quinta-feira (03). “Eu não pisarei em nenhum cultos de nenhuma igreja para ser apresentado. Se os pastores quiserem falar com seus membros em reuniões cívicas que a gente possa ter, mas o culto a Deus, a missa, são sagrados”.

 

O pastor Sérgio Queiroz oficializou a sua pré-candidatura ao Senado pelo PRTB, partido fundado pelo Levi Fidélix, de olho no apoio de Bolsonaro, na semana passada. Na época frisou sobre a filiação. “Uma das decisões mais difíceis da minha vida.  Hoje, depois de muita ponderação e oração, me filiei ao meu primeiro partido em toda a vida, o PRTB, partido fundado pelo nobre Levi Fidelix @prtboficial. E hoje fui escolhido pela executiva nacional para ser pré-candidato ao Senado na Paraíba”, ressaltou.