Mais de 200 pessoas são presas durante o período de Carnaval na Paraíba

A operação realizada pela Polícia Militar no período de Carnaval terminou com 219 pessoas presas, 35 armas e 6,5 quilos de drogas apreendidas e 31 veículos com queixas de roubo recuperados, em todo o Estado. Entre a sexta-feira (25) e essa terça (1º), foram mais de 800 policiais por dia reforçando a segurança.

Os dados foram divulgados pela Coordenadoria de Estatística e Avaliação (EM/7) e mostram que houve uma redução de 31% nas ocorrências de perturbação do sossego (som alto), quando comparado com o período de carnaval de 2021, que foi um ano com isolamento social mais intenso. Este ano, foram apreendidos nove aparelhos de som e aplicadas R$ 46 mil e 500 em multas, em ações nas cidades de Lucena, Baía da Traição e Santa Rita.

O resultado foi avaliado em uma reunião realizada pelo comandante-geral da PM, coronel Euller Chaves, com os comandantes regionais de todo o Estado. “Foi um período de muito trabalho, apesar de não ter carnaval promovido por órgãos públicos. Foram 319 eventos particulares catalogados, que demandaram uma atenção pública em determinados locais, pela movimentação de pessoas que esses festejos geraram. A Polícia Militar esteve presente todos os dias atuando, conforme determinação do governador João Azevêdo, para promover sensação de segurança e respostas, quando fosse o caso, durante o Carnaval da Paraíba”, destacou coronel Euller.

Entre os presos, dois deles seriam responsáveis por assaltos na cidade de Cabedelo. Eles foram presos nessa terça-feira (1º) de Carnaval, sendo um através de mandado de prisão e outro após perseguição e troca de tiros.