Ciro rejeita apoio a Lula em eventual 2º turno contra Bolsonaro: “Nunca mais farei campanha para bandido”

Criro Gomes dutante encontro com as Centrais Sindicais, na sede do PDT . Brasilia, 19-07-2018. Foto: Sérgio Lima/Poder360

O pré-candidato à presidência da República, Ciro Gomes (PDT), declarou que não pretende apoiar Lula contra Jair Bolsonaro (PL). Nas eleições de 2018, Ciro viajou para Paris durante a votação do segundo turno.

O pedetista participou de um evento organizado pela BTG Pactual, nesta quarta-feira, (23), onde foi questionado por um espectador se faria campanha para Lula (PT) em um eventual segundo turno contra Bolsonaro.

“Eu nunca mais farei campanha para bandido nesse país, nem que o pau tore. Por isso tenho que estar no segundo turno”, respondeu durante a palestra.

Ciro é pré-candidato à presidência da República pelo PDT. Até o momento, durante a campanha, vem focando ataques também contra Lula, de quem já foi ministro da Integração Nacional, entre 2003 e 2006.

Durante agenda em Belo Horizonte, no dia 11 de fevereiro, Ciro atacou os dois líderes de intenção de voto para o Planalto. “Não dá para a gente votar no Bolsonaro para protestar contra o desastre econômico e de corrupção do PT e do Lula. E, agora, votar no Lula para protestar contra o desastre que Bolsonaro representa. É preciso ter calma, paciência e, acima de tudo, construir caminhos de diálogo”, disse.