Prefeitura de Conde esclarece que contratos alvos de investigação na Operação ‘Feira de Magaio’ são de 2018; gestão de Márcia Lucena

A Prefeitura de Conde emitiu Nota Pública esclarecendo sobre os contratos alvos da Operação ‘Feira de Mangaio’, deflagrada na manhã desta quarta-feira (23) pelo Ministério Público da Paraíba e pela Controladoria-Geral da União (CGU) no município e em outras cidades da Região Metropolitana da Capital.

 

No texto, a administração revela que os contratos são referentes aos pregões de números 43 e 44 do ano de 2018, realizados na gestão da ex-prefeita Márcia Lucena. Conforme a Nota, “os empenhos realizados pelo município foram relativos a Restos a Pagar correspondente aos contratos daquele ano para a aquisição de kits escolares”.

 

A Prefeitura disse ainda que está a disposição das autoridades para esclarecer o que for necessário e contribuir com as investigações.

 

Confira a Nota na íntegra:

 

NOTA

 

A Prefeitura de Conde esclarece que os dois contratos alvos da investigação deflagrada na manhã desta quarta-feira (23), pelo Ministério Público da Paraíba e pela Controladoria-Geral da União (CGU), no município tratam-se dos pregões de números 43 e 44 do ano de 2018, na gestão da ex-prefeita Márcia Lucena, conforme documento do Ministério Público em anexo.

 

Os empenhos realizados pelo município foram relativos a Restos a Pagar correspondente aos contratos daquele ano para a aquisição de kits escolares.

 

O procurador geral do município, Marcos Ramalho, acompanhou toda a ação de busca e apreensão de documentos nesta manhã e ressaltou que a Prefeitura está a disposição dos órgãos de controle para prestar todos os esclarecimentos necessários, contribuindo com as investigações e, na expectativa, que os possíveis envolvidos no suposto grupo especializado em fraudes de procedimentos licitatórios, sejam punidos.