Três meses após acidente que matou motoboy Kelton Marques, suspeito continua foragido

Depois de três meses da morte do motoboy Kelton Marques, atingido por um carro em alta velocidade, em João Pessoa, em 11 de setembro , o principal suspeito do crime, Ruan Ferreira de Oliveira, segue foragido. A prisão preventiva foi decretada no dia seguinte pós à colisão, e desde então ele é considerado foragido da justiça. A família da vítima segue na luta por justiça.

Segundo o delegado Rodolfo Santa Cruz, o inquérito foi concluído, o mandado de prisão continua em aberto e Ruan segue foragido. O delegado disse que não se pode afirmar se o suspeito está ainda na Paraíba ou não, porém, diz que não existe nenhuma pista sobre o paradeiro dele.