Roberto Paulino estuda entregar cargo no Governo, mas decide manter seu voto em Azevêdo

A nova crise gerada com o desconforto entre o senador Veneziano Vital, presidente do MDB, e o governador João Azevedo já causou encaminhamento politico forte: o secretário Roberto Paulino revelou-se desconfortável com a cena e já estuda entregar o cargo, mas manterá o voto no governador à reeleição.

– Ao longo da vida sempre respeitei a condição partidária como muito importante, mas a realidade atual tem me deixado muito desconfortável por isso estou pensando em entregar o cargo, mesmo defendendo o voto na reeleição do governador- afirmou em entrevista ao WSCOM.

Roberto Paulino defende entendimentos entre os dois líderes mas não abre mão de sua coerência partidária e política.