Sindicato indica o que observar no momento de contratar transporte escolar na Paraiba

Na noite desta terça-feira (28), um homem foi preso suspeito de abusar sexualmente de um adolescente de 13 anos, dentro de um transporte escolar clandestino. O presidente do Sindicato dos Transportadores Escolares da Paraíba, André Sales, alerta para o que deve ser observado no momento de contratar um transporte escolar.

 

De acordo com André, em toda a Paraíba há, aproximadamente, 900 transportadores em veículos legalizados, sendo 435 em João Pessoa. Para exercer o transporte escolar regularizado, é preciso ter carteira de motorista na categoria D, estar habilitado há mais de dois anos e ter o curso específico para transporte escolar, conforme a resolução do Conselho Nacional de Trânsito, e deixar claro na Carteira Nacional de Habilitação que exerce atividade remunerada para esse tipo de transporte. Além disso, o motorista também não pode apresentar antecedentes criminais.

 

No entanto, André destaca que o principal é a ser observado é a presença da faixa amarela no veículo. “Primeira coisa que tem que observar é se o carro tem a faixa amarela. Não existe transporte escolar sem faixa amarela”, destaca o presidente do Sindicato.

 

O veículo precisa estar legalizado junto ao órgão regulador de cada cidade.