Atlético-MG sai na frente, mas Chapecoense busca o empate no Mineirão

  • Um gol em cada tempo. Um gol para cada lado. Atlético-MG e Chapecoense ficaram no 1 a 1, na noite desta segunda-feira, no Mineirão, pela quinta rodada do Campeonato Brasileiro. O Galo saiu na frente com Tchê Tchê. A equipe catarinense buscou a igualdade com Ravanelli, cobrando pênalti. Com o resultado, o Atlético terminou a rodada em quinto lugar. A Chape, em 16º. Clique e veja a tabela atualizada.

    Atlético-MG x Chapecoense (Foto: Pedro Souza / Atlético-MG)

  • Primeiro tempo

    A Chapecoense teve tudo para abrir o placar com um minuto de jogo. Ou quase tudo, porque Fernandinho, livre, cara a cara com Everson, fez a escolha errada e foi desarmado pelo goleiro.Com mais posse, o Atlético buscou alternativas para furar a defesa. Hyoran perdeu grande chance. A opção catarinense era o contra-ataque. E teve outro excelente. De novo, falhou na conclusão. Desta vez, Hulk deixou o ataque e desarmou Anderson Leite. A Chape ainda desperdiçou um lance com Anselmo Ramon. Na sequência, o gol do Galo, com Tchê Tchê chutando da entrada da área, aos 24 minutos.

    Gol de Tchê Tchê para o Atlético-MG contra a Chapecoense

    Gol de Tchê Tchê para o Atlético-MG contra a Chapecoense

  • Não é possível…

    A etapa inicial ficou marcada para a Chapecoense por desperdício incrível de jogadas claras de gol. Uma delas inacreditável. Aos 30 minutos, Fernandinho cruzou rasteiro. A bola sobrou para Ravanelli. O camisa 20 finalizou para o gol aberto, mas acertou Anselmo Ramon, que estava caído e empurrou para as redes. No entanto, o atacante da Chape estava impedido (veja no vídeo abaixo). Nos minutos finais, o Atlético ainda carimbou o travessão catarinense, com Hulk.

  • Segundo tempo

    Desta vez, quem ameaçou logo no primeiro minuto foi o Atlético. O goleiro João Paulo fez excelente defesa na bela finalização de Hulk. O camisa 7 do Galo teve outro bom momento, mas concluiu para fora. Em outra oportunidade, Keno mandou para fora, rente à trave. Quem acertou a trave foi a Chapecoense, em um chute de Fernandinho, que a bola ainda correu quase que em cima da linha. Minutos depois, o empate. Fernandinho foi derrubado na área por Alan, lance “denunciado” pelo VAR. Ravanelli cobrou e fez 1 a 1. Nos acréscimos, Hulk teve a chance. Invadiu a área, mas isolou na conclusão.

    Gol de pênalti de Ravanelli para a Chapecoense contra o Atlético-MG

    Gol de pênalti de Ravanelli para a Chapecoense contra o Atlético-MG

  • Baixas de última hora

    O Galo teve 13 desfalques. De última hora, perdeu Nacho Fernández, Nathan, Marrony, Dylan Borrero e Micael, todos com Covid-19. Além deles, o clube não teve Igor Rabelo, também com o coronavírus, o quarteto Alonso, Savarino, Alan Franco e Vargas, que disputa a Copa América, Savinho (seleção sub-17), Rafael e Dodô, ambos lesionados.

  • Chapecoense também desfalcada

    O time catarinense também chegou com muitas baixas para o confronto: Alan Santos, Kadu, Mike, Geuvânio, Joilson e Tharlis (transição); Fabinho (Covid-19); Bu

  • Agenda

    Os times voltam a campo na próxima quinta-feira, pela sexta rodada do Brasileirão. Às 19h (de Brasília), o Atlético enfrenta o Ceará no Castelão. No mesmo horário, a Chapecoense recebe o Internacional na Arena Condá.