Suspeito de matar jovem a facadas em Campina Grande se entrega à polícia

O jovem apontado como principal suspeito de ter matado João Victor Almeida, de 23 anos, se apresentou na Delegacia de Polícia nesta segunda-feira (14), em Campina Grande.

Joan Edgley confessou o crime e disse que matou João Victor porque havia descoberto uma traição do rapaz.

De acordo com o delegado de polícia civil, Francisco de Assis da Silva, em depoimento Edgley disse que após uma briga do casal, ele pegou o celular do namorado e viu várias mensagens que João Victor teria mandado para outro homem.

O suspeito confessou que pegou uma faca e assassinou o jovem, mas falou que não lembra quantas facadas deu na vítima.

O crime ocorreu no dia 6 de junho. Vizinhos acionaram a Polícia Militar quando escutaram barulhos e gritos vindos do apartamento da vítima. Quando os policiais chegaram encontraram João Victor morto com mais de 20 golpes de faca, conforme apurou o Notícia Paraíba.

Testemunhas relataram que o relacionamento dos dois era bastante conturbado e cheio de brigas.

As câmeras de segurança do prédio onde a vítima morava registraram a entrada e saída do suspeito no dia do crime.

Joan Edgley passará por audiência de custódia nesta terça-feira (15). Ele está detido no presídio Serrotão, em Campina Grande.