Adriano diz que documento de vacinação deve ser exigido em retomada das atividades na ALPB

O presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), Adriano Galdino, afirmou durante entrevista nesta quarta-feira (12), que as atividades da Casa de Epitácio Pessoa devem retornar de forma presencial a partir do segundo semestre deste ano. O parlamentar apontou que um estudo de forma criteriosa está sendo executado e a tendência é que seja exigido documento com comprovação de vacinação para que pessoas possam circular normalmente dentro do espaço.

“Está havendo um estudo de forma muito responsável e criteriosa. Acredito que vamos ter um modelo hibrido com aqueles deputados e funcionários que já tomaram a vacina, com a imunidade boa, elas possam retornar de forma presencial. Os outros que ainda não tomaram podem escolher a forma hibrida, vai ficar a critério de cada deputado e funcionário. Quanto as visitas, faz parte do plano exigir carteira de vacinação para que a pessoa possa entrar dentro da Casa”, disse Adriano.

Ele citou que, com o avanço da vacinação, o formato hibrido deve ser implantado na Casa. “Acreditamos que no segundo semestre isso possa acontecer. Vai depender também do decorrer da pandemia. Mas pelo andar da carruagem, pelas vacinas que estão sendo aplicadas na população, a partir do segundo semestre nós estaremos retornando de forma presencial e para nós será um motivo de muita alegria e satisfação. Estamos querendo muito o retorno das sessões presenciais, da parte administrativa presencial, para que a gente possa voltar à normalidade com os deputados, funcionários e as pessoas que visitam a Casa de Epitácio Pessoa.