Xiaomi testa expansão virtual de memória RAM na MIUI 12.5

Apesar de ser uma das marcas mais populares de smartphone do mundo, muitos usuários reclamam que os modelos da Xiaomi consomem muita memória RAM. Aparentemente, a empresa tem se preocupado com a falha, já que está preparando uma ferramenta de expansão virtual dessa memória.

A descoberta foi feita pelo desenvolvedor Kacper Skrzypek, que analisou o código de firmware da MIUI 12.5. De acordo com ele, a chinesa nomeou o recurso de “expanding RAM”, que permite que os smartphones tenham parte do armazenamento convertido em memória temporária.

A tecnologia da Xiaomi não é exatamente uma novidade, já que soluções parecidas existem em modelos como o Vivo X60 e OnePlus 9 (onde é chamado de Turbo Boost). No caso do X60, a função proporciona até 3 GB de RAM extra para o celular, proporcionando um salto dos 8 GB fixo para até 11 GB e de 12 GB para até 15 GB.

Vivo X60

Como funciona?

O expanding RAM da Xiaomi só começa a funcionar quando o aparelho está no limite de sua capacidade. Ou seja, a ferramenta é uma espécie de “emergência” para quando o usuário estiver utilizando um aplicativo que consome muita RAM.

A tecnologia pega “emprestado” uma parte da memória física e preenche o espaço com dados que não estão sendo usados naquele momento e não precisam de um acesso imediato.

MIUI 12.5

Entre os benefícios de um recurso como esse está a possibilidade de realizar trocas entre a RAM e o ROM, permitindo que o celular mantenha aplicativos utilizados com frequência em segundo plano.

A Xiaomi ainda não falou oficialmente sobre o tema e, por isso, não se sabe quando o expanding RAM será lançado no mercado.